As famílias são prisioneiras de sua própria desordem

Publicado no dia 11 de abril de 2018


O acúmulo de objetos espalhados pela casa dá lugar à desordem generalizada e as pessoas acabam se acostumando com as coisas fora do lugar. No entanto, esse panorama aprisiona as famílias, porque o caos toma conta e a dinâmica familiar fica comprometida. Como lidar com a bagunça? Aqui você encontra algumas dicas. Confira!

imagem de objetos espalhados e acumulados
Banco de Imagens Pxhere

Em matéria publicada pela BostonGlobe.com, cientistas concluem que as famílias americanas estão sobrecarregadas por causa da desordem em suas casas; ocupadas demais para ter lazer no quintal ou cuidar do jardim; raramente fazem refeições com a família reunida e; que até para estacionar seus carros na garagem têm dificuldade, por causa do acúmulo de coisas empilhadas nesse espaço.

Esses cientistas observaram que administrar o volume de pertences é um problema tão grande em muitos lares, que os níveis de estresse das mães têm aumentado drasticamente.

Uma equipe de antropólogos e arqueólogos passou quatro anos pesquisando 32 famílias de classe média de Los Angeles em casas cheias de objetos - e chegou a conclusões tão estarrecedoras que um dos pesquisadores usou a expressão ‘desalentador’ para descrever a situação a que chegaram.

imagem de uma garagem com muitos objetos empilhados, menos o principal: o carro
Banco de Imagens Pxhere

Os pesquisadores estudaram essas famílias, filmando todas suas atividades, acompanhando seus movimentos e documentaram suas casas, quintais e garagem registrando com fotografias. Até amostras de saliva foram coletadas para medir os hormônios do estresse.

Foi, então, que os cientistas Arnold, Jeane E.; Graesch, Anthony P.; Ragazzini, Enzo; Ochs, Elinor publicaram o livro ‘Vida em Casa no Século XXI’, de 171 páginas, que, à primeira vista, parece um manual de decoração e design. Mas, na realidade, contém fotos bem reais de despensas, escritórios e quintais, e detalha ambientes superlotados de objetos.

O livro, também disponibilizado em formato de e-book, apresenta um retrato assustador da vida em uma sociedade voltada ao consumo, com suítes caras, mas praticamente não usadas; crianças que raramente saem; pilhas de lixo; e quartos inteiros com excesso de brinquedos, roupas e acessórios diversos.

Durante a pesquisa, essas famílias que participaram voluntariamente do projeto, quase não aproveitavam o quintal e diziam que não tinham tempo de ir até lá, pois trabalhavam muito – no tempo voltado para o lazer ficavam assistindo TV ou passavam horas na frente do computador.

Quanto às refeições, grande parte das famílias recorria aos alimentos prontos ou congelados, e justificavam que, com o emprego em horário integral e crianças pequenas para cuidar o cansaço era muito grande para preparar alimentação saudável em casa. Mas, defendiam que os alimentos processados davam a ilusão de economizar tempo e energia.  

Os pesquisadores ficaram impressionados com o número de brinquedos que uma criança de 2 anos possuía – o quarto estava cheio de quebra-cabeças e bonecos e uma cozinha em miniatura com + de 400 acessórios. ‘Ela não quer brincar com eles"’, disse sua mãe. "Ela quer ficar no sofá assistindo TV. Mas, às vezes, a garotinha brinca com seus brinquedos, acrescentou a mãe com um sorriso.

imagem de muitos brinquedos espalhados
Banco de Imagens Pxhere

Já com outra família, uma mãe no caixa de um supermercado, com seus filhos em idades de 9, 13 e 17 anos, e que já haviam superado a fase de brinquedos, ela comentou que os mantinha guardados, dizendo que não conseguia se desfazer daqueles brinquedos. ‘Estou guardando para os meus netos – foram caros.’, justificou.

Com isso, ela empurrou seu carrinho para a caixa registradora da loja e o círculo da vida continuou.

Como evitar a desordem na casa


Organização exige força de vontade, disciplina e desprendimento. E, conforme o resultado vai aparecendo, o bem-estar é imediato.

Na sala
  • Recolha os livros, revistas e jornais
  • Com a ajuda das crianças, retire os brinquedos espalhados pelo chão
  • Evite deixar copos e pratos sobre os móveis
  • Guarde os controles remotos largados no sofá

Na cozinha
  • Evite deixar louça acumulada na pia
  • Não deixe potes de alimentos na mesa
  • Limpe os restos de alimento da toalha de mesa, usando uma escovinha manual
  • Se a lixeira estiver cheia, esvazie e forre com um saquinho plástico

No banheiro
  • Troque o saquinho do cesto de lixo
  • Evite toalhas de banho molhadas e emboladas
  • Não deixe produtos de higiene e cosméticos em desordem sobre a bancada

Nos quartos
  • Tire as roupas deixadas sobre a cama
  • Não deixe os cabides vazios pendurados nas maçanetas – guarde-os no guarda-roupa
  • Procure não largar os sapatos espalhados pelo chão
imagem de uma sala de estar com familiares desfrutando do lazer
Banco de Imagens Pxhere
Não deixe que o acúmulo de coisas aprisione você! Que tal colocar ordem na casa? Tudo é questão de hábito. Pratique essas dicas diariamente e verá que o tempo para o lazer com sua família será melhor aproveitado, sem estresse e muito mais divertido!

Deixe seu comentário sobre as dicas publicadas aqui e compartilhe com seus amigos e familiares!

Meu abraço,
Yolanda Hollaender
Sócio-fundadora da ANPOP e membro do ICD

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Sua opinião é importante para nós!

Fique por dentro das novidades

Digite seu endereço de email e fique por dentro das novidades!

O que você procura?

Contato:

suporte@desorganizacao.com.br
Telefone: 11 5524-2014

Destaques no blog

Subir