Black Friday, um incentivo para o acúmulo de coisas

Publicado no dia 24 de novembro de 2015



Numa das recentes publicações dos Minimalists, os autores fazem uma reflexão sobre o Black Friday, em que descrevem esse dia como o mais estressante do ano, quando os lojistas se preparam com meses de antecedência para este dia, com o intuito de estimular o nosso desejo insaciável de consumir.

Um perigo para os que não conseguem controlar a compulsão por compras!

As “generosas” ofertas levam pessoas a comprar em excesso, muitas vezes o que não precisam e a se endividarem sem critério, abarrotando suas casas de objetos e acumulando coisas desnecessárias.

Com a proximidade das festas de final de ano, o Black Friday é uma ótima desculpa para fazer compras, pois as ofertas se tornam irresistíveis e, quem sabe, até preenchem um vazio que não pode ser preenchido com os bens materiais.

Os Minimalists lembram bem que, nos Estados Unidos, essa cultura de consumir freneticamente num único dia é um contrassenso, enquanto na véspera os familiares se reúnem para do Dia de Ação de Graças e todos agradecem pelo que têm. Os autores, então, sugerem que, ao invés de comprar presentes, nesse dia as pessoas doem amor, atenção, compreensão, porque a presença é o melhor presente!

Aqui no Brasil, esse apelo de compras tem aumentado e muitas pessoas se iludem, achando que estão fazendo um bom negócio. Nem sempre!

Reflita, e mude de atitude!

Ao invés de sair às compras, aproveite esse dia para rever o que não está em uso em sua casa e faça uma doação – além de liberar espaço e renovar a energia dos ambientes, outras pessoas certamente vão aproveitar o que para você já não tem mais utilidade.

Outras maneiras de aproveitar o dia, sem ser influenciado pelo Black Friday:

Escrever cartões de Boas Festas ou preparar geleia de frutas, acondicionando nos potes recicláveis (que você, provavelmente, guardou mais do que precisa), e dar como presente de Natal exclusivo para seus familiares.

Um chá da tarde ou um Happy Hour com amigos, em casa mesmo!

Que tal, nesse dia, telefonar para amigos que há tempos você não conversa, ou, então, levar um prato de doce para seu vizinho?

Outra ideia é doar o dia para uma entidade beneficente: visite uma creche, um asilo, uma comunidade carente!

Enfim, do Black Friday um dia de doação de si mesmo!
Yolanda Hollaender
Sócio-fundadora da ANPOP e membro do ICD

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário. Sua opinião é importante para nós!

Fique por dentro das novidades

Digite seu endereço de email e fique por dentro das novidades!

O que você procura?

Contato:

suporte@desorganizacao.com.br
Telefone: 11 5524-2014

Destaques no blog

Subir