Por que eu deixo tudo pra depois?

Publicado no dia 27 de outubro de 2015


Se o título lhe interessou, provavelmente reconhece a situação.

Neste artigo, vou fazer uma pequena reflexão sobre o assunto, com o objetivo de incentivar a mudança de comportamento.

Primeiramente, sempre acreditei que o ser humano é meio preguiçoso.  Se ele tivesse alguém cuidando de suas necessidades, provavelmente não sairia do lugar.

A Universidade Simon Fraiser, no Canadá, concluiu, após várias pesquisas, que os humanos são biologicamente ‘programados’ para a preguiça - na verdade, para economizar energia. 

Sendo assim, penso que o trabalho não é muito natural, principalmente quando não traz satisfação imediata.

Partindo deste ponto, é compreensivo que as pessoas procrastinem - o verbo significa adiar, deixar para depois.

Li um artigo, recentemente, onde o autor fala que todo mundo procrastinou, procrastina ou irá procrastinar.

A frase soa meio catastrófica, mas não deixa de ser verdade. Ao procrastinar, criamos uma ilusão de área de conforto, tempo e espaço sem cobranças. Um retorno a uma situação paradisíaca.

Em um mundo tão complexo esta sensação é muito bem-vinda, mesmo que ilusória.

Ao questionar as razões do porquê deixou para depois, a primeira resposta que se ouve é ‘Não tenho tempo!’.

É verdade! Ninguém é dono do tempo. Ele existe, independente de nós. O que precisamos fazer é bom uso dele.

Algumas pessoas administram mal o tempo, cometendo vários desperdícios como passar muito tempo em jogos virtuais, redes sociais e agora no WhatsApp. Já, outras pessoas dimensionam mal o tempo necessário para realizar suas atividades diárias e precisam aceitar limites e rever prioridades.

Existem pessoas que não encontram energia - se a energia está faltando para as atividades diárias, deve ser investigado.

'Será que estou passando por muitos desgastes e não me sobra energia? Será um início de depressão?'

Os mais espontâneos explicam a procrastinação dizendo que não gostam ou não querem. 

'Isso significa que, se eu não fizer, alguém vai fazer por mim? Ou que acredito que posso viver no La-la land, junto dos arco-íris e unicórnios, no planeta em que faço só as coisas que gosto?'

Sinto informar, mas, geralmente a vida adulta requer sacrifícios. Agimos, hoje, para colher os frutos de nosso trabalho em um momento posterior.

A essa altura, você pode estar meio incomodado e pensando que é um direito seu deixar para depois.

Concordo! Cada um é responsável por viver a vida da maneira que quiser. Mas, se o que estiver procrastinando não for uma atividade pontual, como pendurar um quadro, mas sim, uma atividade acumulativa, o problema só vai aumentar.

Para quem não gosta de lavar a louça do café (que leva cerca de 15 minutos), por que acha que a atividade vai ficar mais fácil, no final do dia com a louça toda acumulada? Para que deixar para depois se o problema volta ainda maior?

Enfim, estes são alguns dos motivos que levam à procrastinação. Isto, sem mencionar as pessoas que já criaram esse hábito.  Por outro lado, culpa, estresse e mais trabalho são as consequências desse mau hábito.


E agora? Você não acha que está na hora de rever esse comportamento? 

Deborah J. Williamson Passos
Psicóloga Clínica

2 comentários:

  1. Além do estresse da procrastinação tem o "prazer" de superar o desafio de conseguir no último minuto entregar o trabalho.
    Cortisol vicia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rita! Agradecemos a visita e prestígio.
      O desafio também é diminuir o estresse que a procrastinação causa. Uma passo por vez, um bom planejamento e foco contribuem para isso.
      Nosso forte abraço,

      Excluir

Deixe aqui seu comentário. Sua opinião é importante para nós!

Fique por dentro das novidades

Digite seu endereço de email e fique por dentro das novidades!

O que você procura?

Contato:

suporte@desorganizacao.com.br
Telefone: 11 5524-2014

Destaques no blog

Subir